Pular para o conteúdo principal

Chuva

É tanto sentir que não cabe
no coração
tanto pensar que a cabeça para.

Há um lugar pra mim
dentro de mim?
qual é o claro espaço de tempo
que reclamo por existir.

existem flores lá fora
choveu e meu dia encheu-se de alegria.
Sinto falta da chuva
da água que escorre do telhado
do barulho nas folhas das árvores
da enchurrada que desce a rua
como quem vai pra festa.

Quando vem o sol e passa dias brilhando
brilhando, brilhando
sinto que é lindo e compartilho de sua alegria
colorindo por todos os lados,
mas sinto falta da chuva.
É quando chove que vejo minha alma
E percebo o quanto existo dentro
das águas que caem

E posso ser lágrimas
e compartilhar com a chuva
das águas que serão levadas ao incerto correr
de enchurradas e ao doce dissipar-se
no solo para inexistir
quando voltar o sol.

Se a chuva não vem
fico à espera, angustiada
por encontrar-me novamente
nas águas, no perfume da terra molhada
Na intensidade do vento que arremessa
gotas de água na janela fechada.

Minha alma e a chuva se harmonizam
pois traduzem como
é tanto existir.
Helena Rosali

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PATCHWORK

Carteira matrioskas Panô de costura e chaveiro Bolsa vintage Panô de costura e chaveiro

NETINHO

Netinho

Meu netinho querido, te esperei tanto e, por tantos anos desejei olhar seus olhos e sorrir teu sorriso brincar de vozinha com brinquedos pela casa e cheiro de bolo assando no forno Seu riso correndo no jardim seus pés de barro sujando a casa limpa, a pipoca esparramada no chão da sala e o desenho animado repetido incontavelmente assistido com você. Querido do meu coração, um dia vou te contar histórias de brinquedos e invenções que presenciei, que criei. Vou falar de sonhos e tradições de nossas famílias. Vou te contar o modo fácil de aprender sobre a vida deixar que você sorria de meus cabelos brancos e pergunte: Por que são brancos vozinha? Certamente direi: Cada um desses fios brancos representam o amor de tantos dias importantes que enriqueceram minha vida, para que pudesse te encontrar hoje e contar pérolas entesouradas no baú da experiência. Helena Rosali