Pular para o conteúdo principal

Busca

Ando em busca de me encontrar
Talvez perdida entre as areias do deserto
ou solta na chuva que cai nas flores da primavera

Absorta em esconder
os passos que preciso dar,
sozinha escolho os melhores caminhos,
que sempre terminam em um rio
em época de enchente
e que terei que atravessar,

Onde me encontro nesse espaço
longo e curto, claro e escuro?
Sem os adornos das cores
que os raios de sol pintam?

O que é de mim nestas horas
em que vejo o horizonte
e enxergo apenas o vazio de meus pensamentos?

Essa busca que nunca tem fim,
ou que talvez seja um fim em si mesma,
tortuosa de esperanças
Clara em noites sem lua
e silenciosa esbraveja
um novo caminhar,
mesmo com pernas alquebradas de dor,
pelos elevados cumes de montanhas.

Majestosas em seu silêncio
fazem com que pense em me debruçar
na busca solitária de minha alma
que espero encontrar intacta
depois de tanta jornada!
Helena Rosali

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PATCHWORK

Carteira matrioskas Panô de costura e chaveiro Bolsa vintage Panô de costura e chaveiro

NETINHO

Netinho

Meu netinho querido, te esperei tanto e, por tantos anos desejei olhar seus olhos e sorrir teu sorriso brincar de vozinha com brinquedos pela casa e cheiro de bolo assando no forno Seu riso correndo no jardim seus pés de barro sujando a casa limpa, a pipoca esparramada no chão da sala e o desenho animado repetido incontavelmente assistido com você. Querido do meu coração, um dia vou te contar histórias de brinquedos e invenções que presenciei, que criei. Vou falar de sonhos e tradições de nossas famílias. Vou te contar o modo fácil de aprender sobre a vida deixar que você sorria de meus cabelos brancos e pergunte: Por que são brancos vozinha? Certamente direi: Cada um desses fios brancos representam o amor de tantos dias importantes que enriqueceram minha vida, para que pudesse te encontrar hoje e contar pérolas entesouradas no baú da experiência. Helena Rosali