terça-feira, 20 de novembro de 2012

Boneca de pano

Os últimos dias foram de uma rara diversão.
Uma alegria boa conduzia a agulha
pelos tecidos coloridos de algodão
e criava bonecas.
Várias passaram a existir
como belos poemas da infância.
Esta, que chamei de Ruth,
tem uma suavidade angelical
e traduz uma harmonia
das horas em que tecidos,
linhas e agulhas
fabricam sentimentos cheios de cor!
Helena Rosali