terça-feira, 2 de setembro de 2014

Gotas de Luz

Gotas de luz caem no escuro do quarto.
choram de um medo bobo
do barulho da noite.

Aprisionada em dores, conto os dias
até o fim que almejo perto.
Sofro das horas perdidas
em mágoas e rancores incompreensíveis.
Finjo risos
enceno gargalhadas
e conto histórias de grandes realizações.

Quanto ainda vou esperar
para que as gotas de luz se apaguem
e o quarto silencie meu escuro.

Helena Rosali



Nenhum comentário:

Postar um comentário